Porto Velho

O folclore é marcadamente nordestino, como o Boi-Bumbá, as quadrilhas e a Pastorinha. A interpretação de lendas indígenas, como as do Iara, do Boto e do Mapinguari, indicam o folclore local, influenciado pelos migrantes. Quanto ao artesanato, existem várias exposições de trabalhos indígenas, utilitário e de adorno, utilizando-se como matéria prima argila, cipó, bambú, borracha, existindo a Casa do Artesão como ponto de apoio às iniciativas do gênero.

Atrações Históricas

Além da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, Porto Velho possui dentro do seu patrimônio histórico inúmeras atrações para os turistas: Destacam-se a Catedral do Sagrado Coração de Jesus, o Cemitério da Candelária, a sede da Arquidiocese, o terminal ferroviário, a locomotiva Coronel Church, (a primeira máquina vinda para a Amazônia em 1872) as Caixas D´água, hoje símbolo da cidade, edificada pelos ingleses, a igreja de Santo Antônio do Rio Madeira junto com sua belíssima cachoeira, marco inicial de Porto Velho.

Museu e Teatros

No complexo ferroviário, está localizado o Museu da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, no centro da cidade está situado o Museu Estadual, com farto material sobre arqueologia, minerologia e etnologia. Ambos ficam na Avenida 7 de Setembro. Dois teatros animam o Setor cultural: O Teatro Municipal, na Avenida Joaquim Nabuco (Centro) e o Teatro Uirassu Rodrigues, na rua José Bonifácio.

Peixes do Madeira

O Rio Madeira, cujas águas caldalosas escondem o ouro e esperanças de riquezas, tem pesca abundante. Temos aqui o piraíba, jaú, dourado, caparari, surubim, pirara, piramutaba, tambaqui, tucunaré, jatuarana, pacu, pirapitinga, curimatá, a piranha preta e inclusive o terrível candiru.

Principais Eventos

De cunho religioso os principais eventos são a Procissão do Senhor Morto, Dia de Santo Antônio e Festa de São Sebastião. Outros acontecimentos marcantes são as Semanas de Folclore e do Índio, Festival de Arte-som, de Artesanato e de Balé (área cultural), e também o Campeonato Nacional da Pesca, na Cachoeira de Teotônio, realizado todo o mês de setembro, por ocasião da piracema, considerado maior evento de lazer, promovido pelo Lions Clube de Porto Velho.

Economia Interna

É calçada na indústria extrativa do minério, (como a cassiterita e o ouro), na pesca, na agricultura e no comércio. A produção agrícola: arroz, mandioca, milho e abacaxi.

Balneários e Igarapés

A 25 quilômetros de Porto Velho, a Cachoeira do Teotônio se constitui no balneário mais famoso, pelo campeonato anual de pesca. Destacam-se ainda Areia Branca, a 6 quilômetros do Centro, Candeias, cidade satélite de Porto Velho, o balneário de Rio Preto, a 27 quilômetros do centro e no quilômetro 78 o balneário Rio Bonito. Igarapés: Os mais conhecidos são de Periquitos e o da Areia Branca.

Distância à Capital Federal

Fica há 2. 589 km de Brasília. O tempo aproximado de vôo é 3 horas.

Distritos, vilas e povoados

Abunã, Calama, Jacy-Paraná, Conceição da Galera, Nazaré, Demarcação, Fortaleza do Abunã, Mutum-Paraná, São Carlos, Vista Alegre do Abunã, Extrema e Nova Califórnia.

Limites

Ao Norte, Estado do Amazonas; ao Sul, Nova Mamoré e Buritis; a Leste, Candeias do Jamari e Alto Paraíso; a Oeste, Nova Mamoré, República da Bolívia e Estado do Acre.

Microrregião I

Porto Velho: Porto Velho, Buritis, Campo Novo de Rondônia, Candeias do Jamari, Cujubim, Itapuã do Oeste, Nova Mamoré.

Navegação

Porto do Cai N´água, com embarcações para Humaitá, Manicoré, Manaus. O serviço de Navegação do Madeira e do Governo do Estado, é mantido para atender a população ribeirinha, como São Carlos, Calama e outras pequenas localidades.

Clima e Vegetação

A exemplo da região amazônica, Porto Velho é formado por planícies, com serras relativamente baixas. A temperatura média é elevada, acima dos 28 graus, com elevada umidade relativa do ar e chuvas abundantes. O município é coberto por floresta tropical.

Hidrografia

O Rio Madeira, (principal braço direito do rio Amazonas), que banha Porto Velho, já foi grande produtor de ouro, abrigando anualmente 30 mil garimpeiros. Seu curso é dividido em três níveis: Alto Madeira; trecho das Cachoeiras e Corredeiras e o Baixo Madeira. São destacados dois lagos pela sua importância biológica: Lago do Cuniã, com 104 mil hectares, na reserva biológica de Cuniã, e Lago Belmont, no rio Madeira.

Reservas Indígenas

O município de Porto Velho conta com três reservas indígenas: com 89.098 hectares, a 95 quilômetros da capital, está localizada a reserva Karitiana, habitada por cerca de 100 índios dedicados a agricultura de subsistência (arroz, milho, farinha, etc.). Lá já foram construídas casas em alvenaria, depósitos, uma enfermaria e já tem pista de pouso. A reserva Kaxaraxi, com mais de 85 mil hectares fica na divisa com o Estado do Amazonas, com mais de 100 índios que vivem do extrativismo da castanha e da banana. A terceira reserva indígena é a dos Karipunas, com 2.200 hectares, situada no Distrito de Jacy-Paraná.



Solicite Atendimento

*